Lucas Portes acertou contrato de seis meses com o Sport Algés e Dafundo

Integrante da equipe masculina adulto de polo aquático da Associação Bauruense de Desportos Aquáticos (ABDA), o atleta Lucas Portes Souza está de malas prontas para Portugal. Com 21 anos, o jogador de 1,95m acertou transferência para atuar no Sport Algés e Dafundo, de Portugal, onde terá sua primeira experiência fora do Brasil.

Lucão, como é conhecido, se despediu dos colegas de time e da comissão técnica. Ele se apresenta ao clube português na primeira semana de janeiro para iniciar preparação para disputar o segundo turno do Campeonato de Portugal da 1ª divisão masculina.

Lucas é um dos atletas que exemplifica a associação, pois está desde seu início em 2010. Ele falou sobre sua expectativa para atuar em águas lusitanas. “Vou para conquistar meu espaço, desenvolver meu jogo e a experiência deve acrescentar demais para minha carreira como atleta e na vida em geral”, comentou o atacante sobre suas expectativas.

Ele disse também que o convite para disputar o Campeonato Português ocorreu no início de 2017. “Fui treinar por lá, passei um período e surgiu o convite. Mas como estava em disputa do campeonato no Brasil não sai. Agora surgiu a oportunidade para disputar o segundo turno”, destacou.

O contrato de Lucas com o Algés é de seis meses, mas de acordo com o atleta, isso não significa que voltará ao Brasil ao fim do primeiro semestre. “Tudo vai depender do meu desempenho, pode rolar renovação ou mesmo despertar interesse de outras equipes. Mas isso é assunto para o futuro. Agora é concentração nesse primeiro desafio”, encerrou.

ABDA

Lucas atuou por mais de 90 jogos pela ABDA e participou de todas as conquistas da equipe. O Coordenador do projeto, Vinicius Marques, falou sobre o atleta.  “Só temos a agradecer a ele pela dedicação e o empenho durante todos esses anos. Sem dúvida é um atleta muito querido por todos. Vamos ficar na torcida por ele”, enfatizou.

Durante o período em que defendeu a equipe de Bauru, Lucas cursou Educação Física na Unesp – onde conciliou esporte e faculdade. “Ele é um dos exemplos que vale a pena investir no esporte. Nós da ABDA queremos mais que formar atletas, queremos formar cidadãos para um mundo melhor”, finalizou Marques.